blefaroplastia

Em blefaroplastias pode ser necessário  elevar seus supercílios . Muitas vezes a queda dos supercílios podem ser a razão da queda palpebral ou potencializar a mesma , portanto poderá ser necessário uma elevação do supercílio com técnicas em que existe cicatriz acima do supercílio, acompanhando sua extensão através de fios de sutura, absorvíveis ou não, em que o tracionem pela profundidade causando minima cicatriz no supercílio e no couro cabeludo 

CONDIÇÕES TRATÁVEIS


• A cirurgia da pálpebra superior remove o excesso de depósito de gordura que aparece como inchaço nas pálpebras superiores;
• Pele frouxa ou flacidez que cria dobras ou incomoda o contorno natural da pálpebra superior, às vezes prejudicando a visão, e pode ser tratada com cirurgia de pálpebra superior;
• A blefaroplastia da pálpebra inferior remove o excesso de pele e rugas finas na pálpebra inferior;
• Bolsas sob os olhos podem ser corrigidas por blefaroplastia;
• A cirurgia de pálpebra inferior pode corrigir queda das pálpebras inferiores.




A CIRURGIA É INDICADA PARA MIM?


A blefaroplastia é geralmente realizada em homens e mulheres adultos que têm tecido facial e músculos saudáveis, com metas realistas sobre a cirurgia.




BONS CANDIDATOS À CIRURGIA SÃO...


• Indivíduos saudáveis sem patologia que possa prejudicar a cicatrização ou aumentar o risco da cirurgia;
• Não fumantes;
• Indivíduos com perspectiva positiva e expectativas realistas sobre a cirurgia;
• Indivíduos sem condições oculares graves.




INFORME AO SEU MÉDICO SEUS PROBLEMAS DE SAÚDE


• Doenças nos olhos tais como glaucoma, olho seco ou descolamento de retina;
• Distúrbios da tireóide, tal como a disfunção de Graves e hipo ou hipertireoidismo;
• Doenças cardiovasculares, pressão alta ou demais problemas circulatórios ou diabetes.




PREPARAÇÃO PARA A CIRURGIA


Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

• Fazer exames de laboratório ou avaliação médica;
• Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais;
• Parar de fumar bem antes da cirurgia;
• Evitar tomar aspirina, anti-inflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.
A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem terá de decidir se os benefícios atingirão os seus objetivos e se os riscos e complicações potenciais da cirurgia são aceitáveis. O cirurgião plástico e/ou assistentes irão lhe explicar, em detalhes, os riscos associados à cirurgia. Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.




O QUE ESPERAR DA CONSULTA CIRURGIA DE PÁLPEBRAS


O sucesso e a segurança do procedimento cirúrgico dependem de sua sinceridade durante a consulta. Você será questionado sobre sua saúde, desejos e estilo de vida. ECTROPIO : Em blefaroplastias muitas vezes o peso do edema pós operatórias pode causar uma queda e afastamento do bordo ciliar inferior descolando-o da conjuntiva ocular e dando um aspecto inestético. Normalmente , quando ocorre, cede em 2-3 semanas espontaneamente porém pode necessitar de drenagem e massagens no pos operatorio . Esta ocorrência acontece pela cicatrização da pele reposicionada após a retirada das bolsas palpebrais em que os processos de cicatrização acontecem simultaneamente a fibrose cicatricial decorrente do mesmo. ASSIMETRIAS: Geralmente são temporárias e acompanham a uma já existente no pré operatório .




INSTRUÇÕES ESPECIAIS


• O que fazer na noite anterior e na manhã da cirurgia (tempo de jejum, medicamentos, banho);
• O uso de anestesia durante o procedimento;
• Cuidados pós-operatórios. VOCÊ PRECISARÁ DE AJUDA Não deixe de pedir a alguém que o acompanhe e que fique com você pelo menos a primeira noite após a cirurgia. FAÇA PERGUNTAS É muito importante que você tire todas as suas dúvidas diretamente com o cirurgião plástico sobre o procedimento cirúrgico. É natural que sinta um pouco de ansiedade, seja expectativa com o resultado ou estresse pré-operatório. Não tenha vergonha de discutir estes sentimentos com o cirurgião plástico. SEJA CUIDADOSO Seguir as recomendações de seu médico é fundamental para o sucesso da cirurgia. É importante que as incisões cirúrgicas não sejam sujeitas à força excessiva, à escoriação ou ao movimento durante o período de cicatrização. RECUPERAÇÃO Após o procedimento ser concluído, use uma pomada lubrificante e faça compressas frias no local. Em alguns casos, os olhos podem ser cobertos com gaze. SERÃO DADAS INSTRUÇÕES ESPECIAIS, INCLUINDO Como cuidar dos seus olhos, medicamentos para aplicar ou tomar por via oral para ajudar na cicatrização e reduzir o risco de infecção, cuidados específicos com o local da cirurgia ou seu estado de saúde, e acompanhamento pós-operatório com o cirurgião plástico. A cicatrização inicial após a cirurgia pode apresentar inchaço, irritação, olhos secos ou hematomas e desconforto que podem ser controlados com medicamentos, compressas frias e pomada. Pode também haver irritação nos locais das incisões. SUA SATISFAÇÃO VALE MAIS QUE OS CUSTOS DA CIRURGIA Ao escolher um cirurgião plástico para a cirurgia de pálpebras, lembre-se de que a experiência do cirurgião e seu bom relacionamento com ele são tão importantes quanto o custo final da cirurgia. Em blefaroplastias pode ser necessário a elevação dos supercílios pois, estes caidos,
podem ser a razão da queda palpebral, portanto poderá ser necessário uma elevação do
supercílio com técnicas em que existe cicatriz acima do supercílio, acompanhando sua
extensão ou através de fios de sutura, absorviveis ou não, em que tracionam o supercílio
pela profundidade causando minima cicatriz no supercílio e no couro cabeludo





©  Todos os direito reservador. Dr. Eugêncio Cação - Criado e elabora por Adriana Cruz      (13) 97403-7286 - www.adrianacruzdesigner.com.br